Pais são presos após abusar dos próprios filhos para “estreitar laços”

Montogomery Sheriff's Office / Divulgação

Um casal de norte-americano que estuprou os três filhos alegando que a prática servia ‘para fortalecer os laços familiares’ foi detido em Indiana, nos Estados Unidos. Keylin Johnson, de 52 anos, e a mulher, Sheila Johnson de 44, que também foi acusada de manter relações sexuais com um cachorro que era o bicho de estimação da família, teriam começado os abusos em 2012, quando Sheila foi viver com Keylin, padrasto das crianças, de acordo com o jornal britânico Daily Mail. A denúncia chegou até a polícia por um amigo do filho mais velho de Sheila. O rapaz, com 19 anos na época, foi convocado para prestar depoimento à polícia.

Naquele momento ele afirmou que o padrasto, com frequência, praticava os abusos e encarava a situação como ‘uma forma normal de viver’ alegando que a melhor forma de criar a família era por meio de relações sexuais com os pais, em especial com a mãe, pois haveria a certeza de que não contrair doenças sexuais.

Ao longo das investigações, as autoridades descobriram que o homem tinha gravações diversas de membros da família em situações sexuais. Entre as cenas, haviam filmagens de sexo entre Sheila e o cão na frente aos filhos. O casal foi detido e não negou as acusações.

A mulher declarou que passou a cometer os crimes para satisfazer o marido, que tinha interesse em relações sexuais incestuosas. Agora ambos aguardam julgamento, mas a defesa acredita que não será possível livrá-los de penas severas.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)