Avó é condenada a prisão perpétua por torturar neta

News Channel 4 / Reprodução

Geneva Robinson, de 51 anos, foi condenada a prisão perpétua após torturar sua neta de apenas 7 anos de idade, passando-se por uma personagem: a bruxa Nelda. A avó, aterrorizava a criança com tapas, sustos, chutes e até queimaduras, tudo isso com a ajuda do namorado, Joshua Grander, de 33 anos, que foi condenado a 30 anos de prisão. A menina era obrigada ainda a usar uma coleira e a dormir do lado de fora da casa junto com cães.

O fato ocorreu na cidade de Oklahoma, nos Estados Unidos. A sentença de Geneva foi baseada em um vídeo descoberto em seu celular, onde as filmagens mostravam ela vestida com uma capa preta, máscara e os dedos pintados de verde batendo com um rolo de macarrão nas mãos da menina. Ao fim do vídeo a garotinha tenta pedir ajuda para Joshua, que a deixa sozinha com a avó. Geneva ensinava para a neta que bruxas devoravam garotinhas e vivam no sótão da casa.

Após a separação dos pais, a garota e seus dois irmãos foram morar com a avó. Geneva já tinha sido detida em setembro de 2014 após levar a menina desnutrida a um hospital legal. Na época, ela alegou que “não podia controlar a criança”. A avó alega tomar remédios para transtorno bipolar e esquizofrenia.

“O que ela fez foi horrível e afetará para sempre esta criança e seus irmãos. Ela merece a mesma quantidade de misericórdia que mostrou a essa criança, o que quer dizer nenhuma”, disse a promotora do caso, Merydith Easter, ao Huffington Post.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)