Sem tirar férias há 26 anos, mulher é considerada melhor executiva da China

World Economic Forum / Creative Commons

Aos 63 anos, a empresária Dong Mingzhu foi eleita a executiva do ano na China pela revista norte-americana Forbes. Para conquistar este título, porém, muito trabalho foi necessário: desde 1991, quando entrou como vendedora na fabricante de ar condicionados Gree Eletric, ela não tira férias. Hoje no comando da empresa, considerada a maior do ramo no país, com valor estimado em US$ 22 bilhões (equivalente a R$ 68,8 bilhões) ela conta que além dos dias de folga, abriu mão de grande parte da vida para dedicar-se ao emprego. “Não posso ter nenhum amigo. É solitário”, afirmou em entrevista a um canal chinês, traduzida pela emissora norte-americana CNBC.

Comandando 78 mil funcionários, a mulher alavancou as vendas da empresa desde que assumiu a chefia, aumentando em mais de 100% o preço das ações. Viúva há mais de 20 anos, decidiu nunca casar de novo e lembra que até mesmo a relação com o filho foi afetada pelo trabalho. “Meu filho teve formaturas desde o jardim de infância até a faculdade e eu nunca vi nenhuma”, lamentou. Apesar disso, ela vê o sacrifício como necessário para o bem da empresa, que considera a própria vida. “Um pequeno grupo de pessoas precisa fazer sacrifícios para que o mundo seja um lugar melhor”, afirmou.

Na China, o trabalhador tem direito a cinco dias de férias por ano durante a primeira década dentro de uma empresa. Esses dias aumentam de acordo com o tempo do funcionário no local, podendo chegar a 15 quando ele tem mais de duas décadas no local. No Brasil, o trabalhador tem direito a 30 dias de férias por cada ano de trabalho.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)