Macacos de até 30 cm são vendidos e utilizados como acessórios

Foto: amazinglist.net

No lugar de anéis e pulseiras, pequenos macacos. Os animais, da espécie sagui pigmeu, estão sendo utilizados pelos chamados “novos ricos” na China como acessórios. Esses primatas são considerados a menor espécie de macacos do mundo e, de acordo com o tabloide britânico Daily Mail, estão sendo vendidos por 30 mil yuans, equivalente a R$ 18 mil. Os saguis pigmeus são nativos de florestas tropicais da região da Bacia Amazônica Ocidental (Noroeste do Brasil e parte da Colômbia e Equador), medem até 30 cm e pesam apenas 130 gramas, e têm se tornado especialmente populares na China por conta das celebrações do Ano do Macaco. Ainda de acordo com a publicação inglesa, os macaquinhos ganharam o apelido de “macacos polegar”, e têm frequentado as mãos de ricos empresários. Os animais têm sido vendidos anunciados por meio da rede social Weibo, que funciona como o Twitter.

Reprodução/GoogleMaps
Um especialista entrevistado pela mídia chinesa aponta que o “negócio” não está dentro da legalidade. “Comprar e vender esse macacos não é uma atividade legal, porém, nenhum membro do governo está supervisionando isso até o momento”. Como o animal não é nativo da China, a sua ida ao país asiático deveria seguir normas de proteção aos animais selvagens e também obedecer a um período de quarentena para evitar possíveis transmissões de doenças, além de se adaptar ao ambiente. Como são nativos da Amazônia, sobreviver na China, diante de condições climáticas tão distintas, pode ser extremamente difícil. Além disso, quando são capturados, ainda muito novos, e separados das mães, os macaquinhos têm uma grande chance de perderem a vida por conta da depressão de estar em um ambiente estranho. “As pessoas devem lembrar que os animais selvagens devem viver em seus habitats naturais, não como o animal de estimação de alguém. Eles têm necessidades específicas que não podem ser atendidas em um ambiente doméstico, mantê-los como animais de estimação é de uma crueldade e irresponsabilidade enormes”, apontou a Associação Mundial de Proteção aos animais por meio de nota.
smh.com.au
Os saguis pigmeus constam na lista de animais com alto risco de extinção pela União Internacional para Conservação da Natureza. A espécie tem tido a população reduzida por conta da perda do habitat e, também, o comércio internacional. A tendência é que a situação se agrave diante da comercialização da espécie como acessório.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)