Garoto de 14 anos desiste de mudar de sexo após 2 anos de tratamento

60 minutes / Reprodução

Um menino australiano que aos 12 anos decidiu passar por um processo de transição sexual causou debates no país ao mudar de ideia anos depois. Assim como grande parte das pessoas que muda de sexo, Patrick Mitchell visitou uma série de especialistas e começou a tomar hormônios para ter mudanças corporais. “Você deseja poder mudar tudo. Eu olhava para qualquer garota e pensava ‘mataria alguém para ser assim”, afirmou em entrevista ao programa 60 minutos. Dois anos depois, quando já tinha desenvolvido seios, deixado o cabelo crescer e conquistado o direito a ser tratado pelo nome que tinha escolhido, Mitchell descobriu que estava satisfeito com o corpo anterior. “Ele olhou para mim e disse: eu não estou certo de que sou uma garota”, explicou a mãe.

Agora, ele parou de tomar os hormônios e vai passar por uma cirurgia para retirar excesso de seios, completando o processo chamado de destransição. Outros casos de pessoas trans que decidiram voltar à identidade original são registrados pela ciência. Isso acontece por uma série de motivos que vão desde rejeição social e efeitos colaterais maléficos por causa dos hormônios até, como no caso de Patrick, mudança de ideia. Em todos os casos, ao contrário do que muitos pensam, a mudança causa um extremo desgaste físico e emocional ao paciente. “Quem destransiciona sofre o mesmo tipo de coisa que sofreu quando transicionou, com o agravante de que, além da sociedade, agora tem também parte da população transgênero contra ela”, afirmou a psicanalista Letícia Lanz em entrevista ao jornal brasileiro O Globo.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)