App pernambucano de compra coletiva por leilão doa lucro a projeto social

Centavinho / Divulgação

Uma empresa pernambucana resolveu doar todo o seu lucro para projetos, instituições sociais e pessoas com talento reconhecido. Gerando R$ 12 mil de lucro ao mês, a Centavinho, aplicativo de descontos que funciona como um leilão, vai fomentar ideias pelo Recife.

Desenvolvido já com esse intuito, o aplicativo, disponível para Android e IOS, já vinha ajudando projetos antes mesmo de decidir doar todo seu lucro. Um dos projetos consiste em doar pães para senhoras carentes como forma de ajudar na alimentação dessas pessoas e sua famílias. Um trabalho parecido é realizado em creches, onde são distribuídos livros, lanches e até uniformes para os alunos, que não têm condições financeiras de arcar com esses itens.

O sócio do aplicativo, o administrador de empresas Pedro Lapa, explica que utiliza um sistema capitalista diferente, mostrando ser possível ter uma empresa normal e ainda ajudar as pessoas que precisam, através de parceiros, gerando lucros para todos. “O Centavinho funciona como um leilão. São criadas salas, onde prestadores de serviço vendem seus produtos com lances de R$0,01 a cada 10 segundos. Assim, os parceiros ganham, a empresa lucra e ainda pode reverter esse valor para talentos pernambucanos e projetos que valem a pena mas, na maioria das vezes, não têm capital”, explica Pedro. Os produtos vão desde ingressos de cinema a eletrônicos e os usuários vão dando lances até o fim do tempo para novos lances ou atingir o limite máximo de preço daquele item.

Um dos projetos em vista da empresa é a Geladeira Cultural, em que o mentor transforma o eletrodoméstico em pequenas bibliotecas, recheadas de livros, que são doadas para escolas e creches carentes. Hoje, ao todo, a empresa ajuda diretamente 55 idosas, 122 crianças e 12 talentos individuais, além de ter entregue mais de 300 produtos.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)