Restauradores encontram pintura escondida atrás de Virgem Maria e Jesus

Artfund/Reprodução

Uma pintura escondida em um retrato do século 14, que estava exposto em um museu de Cambridge, na Inglaterra, foi revelada após passar por um trabalho de restauração que durou mais de 600 horas. O quadro Virgem Maria e Menino Jesus pertence ao Museu Fitzwilliam e estava há décadas intocado, pendurado em um mesmo lugar, e é atribuída ao renascentista italiano Pietro di Niccolo da Orvieto.

Ao prepararem o quadro para uma nova exposição de quadros renascentistas, restauradores encontraram um segundo trabalho no painel da parte de trás da pintura. Especialistas acreditam se tratar de uma representação da ferida adquirida por Jesus Cristo na cruz e uma equipe de sete restauradores do Instituto Kerr recuperou a pintura, que estava encardida e havia perdido as cores, de acordo com o site de notícias BBC Brasil.

Acredita-se que o quadro de duas faces tenha sido criado como objeto de devoção para cerimônias privadas de orações e contemplação, pois o trabalho de recuperação também revelou detalhes do véu da Virgem que permaneceram invisíveis ao olho nu por séculos. Com ajuda de uma luz infravermelha, percebeu-se que, originalmente azul, cor que simboliza o celestial, essa parte da pintura havia sido coberta de tinta preta.

Por causa da revelação, a pintura agora está sendo exibida em uma vitrine especial de vidro que permite que os dois lados sejam vistos pelo público.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)