Projeto do Diario, CuriosaMente publicou 5 trabalhos indicados ao Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo

O projeto da editoria de dados do Diario de Pernambuco, o CuriosaMente, publicou cinco dos 16 trabalhos do jornal indicados ao 22° Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo. Os trabalho, online e impresso, foram veiculados entre janeiro e maio de 2016 e foram reconhecidos como os melhores do ano entre as produções de estudantes da premiação, a maior do estado – promovida pelo Sindicado dos Jornalistas de Pernambuco. O resultado será divulgado no dia 20 de junho de 2016, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, às 20h.

Na categoria Jornalismo Literário – Estudante, João Vitor Pascoal recebeu uma indicação por Um livreiro nas ruas da Várzea, publicada no dia 20 de dezembro de 2015 no CuriosaMente e no caderno Local, do Diario. Na reportagem, ele contou a história de Eduardo Moura, um vendedor de livros usados às margens da Universidade Federal de Pernambuco cujo passatempo era ler as obras que vendia. Mesmo em situação difícil, por vezes, doa um dos produtos a estudantes que atravessam seu caminho – quase sempre após discutir política, religião e filosofia com eles.

Para acessar a reportagem, clique aqui.

Também na categoria Jornalismo Literário – Estudante, Mayra Couto foi indicada à final com o projeto Com Rimas E Sonhos, Poesia Ainda Muda Cotidiano E Define Vidas Em São José Do Egitopublicada no dia 24 de abril de 2016. A reportagem se debruça sobre a vocação quase sobrenatural do município do Sertão do Pajeú em gerar poetas, tanto que, na cidade, poesia virou disciplina escolar e várias gerações de artistas se juntam na tentativa de levar suas obras a novos públicos. Uma outra reportagem sobre o mesmo assunto, reeditada, foi publicada na coluna dominical impressa do CuriosaMente no caderno Viver e rendeu à Mayra uma outra indicação. Falta Chuva, Mas Sobra Poesia No Sertão Do Pajeú foi indicada na categoria Estudante de Jornalismo – Texto.

Por fim, Mayra Couto ainda conseguiu o feito de ter uma terceira obra indicada na mesma categoria. Os Desafios De Um Recife (Não) Acessívelpublicada no dia 06 de março de 2016, também concorre ao prêmio de melhor texto. A reportagem debatia o desafio de conseguir construir um prédio verdadeiramente acessível no Recife e como os problemas de acessibilidade estão tão intrínsecos ao cotidiano que até mesmo uma estudante de arquitetura da Universidade Federal de Pernambuco teve problemas de continuar estudante ao se ver numa cadeira de rodas no curso que, por atribuição, lida com essa realidade.

 

Por fim, Marcela Cintra, da equipe de redes sociais do jornal, foi indicada na categoria Estudante de Jornalismo – Foto. Seu projeto de conclusão de curso, Performances De Fé – O Fervor De Ritos Do Candomblé E Cultos Evangélicosfoi publicado no CuriosaMente no dia 22 de janeiro de 2016. O projeto mostrava, em imagens preto e branco, as semelhanças entre rituais tão distintos como o pentecostalismo e o candomblé e disputa o prêmio de melhor ensaio fotográfico entre estudantes e estagiários neste ano.

Marcela Cintra/Cortesia

O projeto CuriosaMente, também em 2016, teve um projeto premiado em fotografia. Trata-se da reportagem 10 anos de inclusão: bloco formado por pessoas com deficiência muda cenário da Torre antes do carnaval. O fotógrafo do Diario Paulo Paiva sagrou-se vencedor do Concurso Carnaval em 1 Click 2016. A imagem principal da reportagem, que trata sobre inclusão de pessoas com deficiência na folia de momo foi eleita por voto popular como a melhor do ano na premiação da Arfoc-PE.

Paulo Paiva/DP

A todos os que fazem o CuriosaMente, nossos votos que os bons trabalhos, a serviço do público sejam multiplicados e os sinceros parabéns. Aos que nos acompanham, nosso muito obrigado e a promessa que há mais conteúdos de qualidade por vir.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)