Ovários artificias possibilitam gravidez de mulheres inférteis

Northwestern University/Divulgação

Cientistas removeram os ovários de ratos e substituíram por uma estrutura artificial e os animais conseguiram ter filhos naturalmente. O fato tem sido considerando uma grande evolução na bioengenharia humana. Os ovários superficiais foram impressos em 3D usando uma gelatina para criar uma rede que poderia manter folículos com os ovos.

Os pesquisadores disseram que essa nova técnica poderia ser usada para restaurar a fertilidade das mulheres que ficaram inférteis por causa de um tratamento de câncer. Eles também sugeriram que isso ajudaria a criar vários tipos de órgãos artificiais para serem usados em transplantes, deixando de lado os transplantes de órgãos de pessoas mortas, que exige que o paciente tome remédios para imunidade pelo resto da vida.

“Isso significa que nós vamos ter a função endócrina – hormônios endócrinos como estrogênio e progesterona – e que elas vão poder ter os próprios filhos um dia. Essa é a promessa real da tecnologia”, explicou a professora Teresa Woodruff, da Northwestern University, que realizou a pesquisa, de acordo com o jornal britânico Independent.

A professora também disso que os ovários são duráveis à longo-prazo e que os ratos conseguiram produzir leite normalmente, conforme mudanças hormonais normais da gravidez.  No entanto, os pesquisadores reforçaram que é precisa trabalhar mais para descobrir se o ovário funcionaria do mesmo jeito em humanos e que não há risco de células cancerígenas.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)