Objeto de pesca de 1 metro é removido de tartatuga

Instituto Gremar / Facebook

Imagens divulgadas pelo Instituto Gremar, responsável pelo resgate de animais marinhos no litoral de São Paulo, mostra o momento no qual voluntários tiram um objeto de pesca com mais de um metro de dentro de uma tartaruga cabeçuda. O animal foi encontrado na praia com um pedaço de rede enrolado na nadadeira e levado para exames detalhados, que constataram um petrecho de pesca dentro do sistema digestório.

Após exames, os biólogos decidiram tirar o objeto de forma manual, e apesar das imagens perturbadoras o procedimento foi considerado um sucesso. Em pouco mais de um ano, o Gremar já recebeu 30 animais da mesma espécie mortos na ilha. A alimentação desses bichos, composta primordialmente de peixes, faz com que eles prendam-se facilmente a redes de pesca. Agora a tartaruga está em fase de recuperação para voltar à natureza. “Vale lembrar que todas as tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil estão ameaçadas de extinção”, afirmou o grupo em publicação no Facebook.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)