O pernambucano das (quase) 3 mil cervejas

por

Aos 29 anos, advogado já experimentou mais de 2,8 mil cervejas diferentes, algumas, com custo superior a R$ 100 por apenas 300ml

 

Mário Melo tem 29 anos e, desde 2012, cataloga rótulos das cervejas que bebeu. Incríveis 2.811 diferentes. O hobby, que acabou ganhando contornos de hábito, deu os primeiros passos há 7 anos, quando ganhou, no Dia dos Namorados, um kit com cervejas belgas.

“Gostei bastante, mas, na época, era meio complicado comprar cerveja importada no Recife. Se não me engano, havia apenas uma loja, no Espinheiro”, relembra.

Há pouco mais de quatro anos, já com facilidade maior para encontrar produtos, tanto na internet quanto em novas lojas, o advogado e sommelier passou a comprar entre 40 e 50 rótulos por mês. “Sempre diferentes das que já bebi”, ressalta.

Mário Melo/Cortesia

Todas são catalogadas no aplicativo Untappd, que mostra, em tempo real, o que os usuários estão bebendo naquele momento. “Um amigo sabia que eu gostava de cerveja, me sugeriu e eu passei a usá-lo”.

Mário conta que não trabalha com metas de acúmulo de rótulos de marcas provadas. Brincava com a esposa que pararia no milésimo que, inclusive, foi experimentado no dia do noivado.

Mário Melo/Cortesia

Foi dando seguimento ao hobby e, seguindo o ritmo dos outros anos, deve terminar 2016 com pouco mais de três mil cervejas no “currículo”. “Algumas são bem caras, têm 300 ml e custam mais de R$ 100. Então, juntamos grupos de amigos e compramos umas 30 diferentes e vamos degustando. Dividido, cabe no bolso”, brinca.

Mário Melo/Cortesia

Membro da Associação Cervejeira de Pernambuco, conta que recebe convites de novos bares e cervejarias para provar rótulos que chegam, o que contribui para o número não parar de crescer. “Também existem bares que vendem chope, que sempre têm cerca de 15 diferentes. Então, tem muita coisa em chope também”, conta. Com tantas cervejas diferentes tomadas, o difícil para Melo é seguir descobrindo novos rótulos.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

App mostra onde beber cerveja recifense

O pernambucano que estiver em busca de uma cerveja artesanal não precisa recorrer ao mercado externo para beber. O mercado recifense está aquecido com muitas marcas para apreciadores da bebida. Uma forma de encontrá-las, é por meio do aplicativo Recife Bebe Local, que conta com 44 rótulos confeccionados na capital pernambucana e os locais onde estão disponíveis para o consumo.

Baseado em geolocalização, o app dá a opção de busca das cervejas por local, indicando o mais próximo ao usuário. O Recife Bebe Local dispoibiliza ainda uma aba dedicada aos eventos voltados ao público cervejeiro marcados na cidade.

O aplicativo está disponível no itunes e no google play.

Recife Bebe Local/Reprodução
João Vitor Pascoal

João Vitor Pascoal

Repórter

João é estudante de jornalismo da UFPE. Estagiário do Diario desde 2014, escreveu para a editoria de Política, antes de compor a equipe de dados, no CuriosaMente.

Comentário(s)

Comentário(s)