Mulher morre após picada de abelha em tratamento alternativo

Pixabay / Reprodução

Uma mulher faleceu após levar a picada de uma abelha durante um processo de acupuntura. A Apiterapia, tipo de medicina alternativa que propõe aliviar o stress através das picadas do animal, é considerada arriscada por alguns médicos. O fato aconteceu na Espanha.

A mulher de 55 anos, que não foi identificada, sofria com músculos tensionados e stress e fazia a apiterapia há cerca de dois anos. Logo após a picada, a mulher desenvolveu um chiado no peito, dispneia e perda súbita de consciência, precisando ser levada para a emergência, onde morreu por falência múltipla dos órgãos.

Um estudo recente, realizado por pesquisadores do Hospital Universitário Ramón y Cajal, na Espanha, mostra o quão perigoso é a técnica. “Os riscos de se submeter à apiterapia podem exceder os supostos benefícios, o que nos leva a concluir que essa prática é insegura e desaconselhada”, comentou uma das autoras do estudo, Paula Vázquez-Revuelta, ao jornal britânico Metro. 

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)