Mergulhador filma encontro com tubarão branco para “educar” público

Um homem estava velejando pelas águas de Gansbaai, na África do Sul, quando foi surpreendido pela presença de um tubarão. Sem pensar duas vezes, Anthony Kobrowisky mergulhou em direção ao animal e filmou o momento em que ele passa a centímetros de distância, com a boca aberta, mostrando os dentes afiados.

Anthony, trabalha na empresa Sea Candy Media, que organiza passeios turísticos pela área e capturou o momento com uma GoPro fixada na extremidade de um bastão. As câmeras, que são a prova d’água, são comumente usadas para filmar esse tipo de ação. Um caso semelhante ocorreu em Massachusetts, nos Estados Unidos, quando pesquisadores conseguiram filmar o interior da boca de um tubarão-branco com uma GoPro. Na ocasião, porém, o animal “atacou” o equipamento, algo incomum para a espécie quando ela está em região de preservação.

O mergulhador já havia visto outras espécies, como a Tigre, de perto, mas contou que estava ansioso para dar de cara com um tubarão-branco. “Gansbaii é a grande capital do tubarão-branco no mundo. Eu já estive muito perto de tubarões-tigres ou galhas-preta antes, mas eu esperava muito por um desses , para conseguir essa filmagem”, comentou o Anthony ao jornal britânico Daily Mail.

O mergulhador conta que a intenção do vídeo é fazer com que as pessoas não enxerguem o tubarão – independente da espécie – como um predador mortal. “Meu objetivo não é passar medo ou fazer com que os tubarões apareçam em um aspecto negativo, mas sim educar. Precisamos proteger esses animais, pois eles são muito importantes para o equilíbrio do nosso ecossistema. A redução desses animais nas águas é principalmente devido ao aleitamento de tubarão para abastecer os mercados asiáticos, por isso não os vemos nos números que costumávamos”, explicou.

O tubarão-branco é responsável pelo maior número de incidentes com seres humanos. De acordo com o International Shark Attack File, 272 incidentes documentados desde 2012. A prática de mergulho nas águas infestadas com esses animais virou até uma forma perigosa de turismo na África do Sul.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)