Projeto trilionário pode “recongelar” o Ártico

Wikimedia Commons/Reprodução

O aquecimento global está derretendo as calotas polares e o mundo inteiro tem conhecimento disso. O que poucos sabem é da existência de um projeto complexo e mirabolante que pretende “recongelar” o Ártico.

O Ártico, também conhecido como Pólo Norte, tem vivenciado temperaturas até 20° maiores que sua média histórica. Para conseguir se opor a isso, apenas um resfriamento igualmente intenso.

Cientistas lançaram um projeto que prevê a instalação de nada menos que 10 milhões de bombas eólicas sobre calotas polares para que as águas geladas do oceano sejam levadas até a superfície. Na prática, eles pretendem que, com isso, a camada de gelo das calotas polares seja aumentada em um metro, espessura considerada suficiente para aguentar o aquecimento atual.

De acordo com o físico Steven Desch, um dos idealizadores do projeto, isso pode tornar a diminuição das calotas durante o verão menos drásticas. “Uma calota mais grossa demora mais tempo para derreter. Isso pode acabar com o risco de desaparecimento das calotas polares no Ártico no verão”, afirmou o cientista, de acordo com o jornal The Guardian, do Reino Unido.

O enorme problema do projeto é o preço da sua execução estimado em incríveis R$ 1,5 trilhão de reais, equivalente a 500 bilhões de dólares. O objetivo, no entanto, é que ele seja realizado por todas as potências do globo. Desch afirma ainda que, apesar de enorme, o investimento pode ser extremamente necessário. O próprio cientista é um dos que defendem que o derretimento completo das calotas polares deve ocorrer no verão de 2030.

“Atualmente, a única estratégia tem sido dizer às pessoas que parem de queimar combustíveis fósseis. É uma boa ideia, porém, precisa de muito mais que isso para frear o desaparecimento do gelo no Ártico”, afirmou. O próprio cientista reconhece que a viabilidade do projeto não é simples, porém, afirma que é a hora de “considerar os riscos e tentar algo louco”.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)