Cães gostam mais de elogio do que comida, revela estudo

Os cães, felizmente, não veem os humanos apenas como fontes de alimentação e proteção. Especialistas do Dog Project, da Universidade Emory, investigaram se a relação dos pets com os donos ultrapassa as necessidades básicas deles. No experimento, os pesquisadores treinaram 15 cães para passar por uma ressonância magnética. Enquanto o cérebro era escaneado, três brinquedos diferentes foram exibidos para os cachorros, cada um associado a um resultado diferente.

Os resultados do teste mostraram que uma explosão de ativação neural acontecia quando sabiam que estavam prestes a receber comida ou carinho do dono. Só dois dos cachorros mostraram uma ativação cerebral maior antes da comida do que dos elogios do dono. Para nove deles, os dois estímulos eram equivalentes. Já para quatro dos bichinhos, os elogios do dono geraram uma atividade neural muito maior.

Depois disso, os pesquisadores conduziram um segundo estudo. Eles colocavam os cachorros em um corredor que levava a dois caminhos diferentes. No final de um, um pote de comida. Na outra ponta, o dono sentado de costas, pronto para fazer festinha. A escolha dos cachorros repetia o padrão da ressonância magnética. Aqueles que tinham explosões de atividade neural quando recebiam elogios do dono saiam correndo para ele em até 90% das vezes.

Para os cientistas, os resultados mostram que cãezinhos não são motivados só pela comida, mas têm reações cerebrais intensas à interação social com os seus donos. Apenas um cachorro escolheu comida 100% do tempo, em todos os experimentos. Esse caso, para os pesquisadores, mostra que a sociabilidade dos cachorros é um traço individual e varia como nos humanos.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)