Tentando caçar leões, homem acaba baleado e morre em savana africana

Slavko Pernar / Arquivo Pessoal

Um caçador foi atingido durante uma caçada a leões no norte da África do Sul. Enquanto tentava superar seu recorde de troféus, homem de 75 anos foi atingido por uma bala e acabou falecendo. Pero Jelenic, natural da Croácia, estava caçando junto ao amigo Slavko Pernar, e havia acabado de atirar em um leão, abatendo o animal, quando foi atingido de surpresa por uma bala. Ele estava no local à procura de quebrar recordes anteriores e ganhar um troféu pela caça do maior número de leões.

“Pero era um caçador apaixonado em busca de prêmio que já havia viajado a maior parte do mundo. Ele, pelo menos, acabou falecendo na África do Sul fazendo o que ele amava. Seu escritório, um salão de caça, estava cheio de troféus, cervos e espécimes de ursos e tudo o que poderia ser caçado na Croácia e na Europa”, comentou Slavko ao jornal britânico Metro.

Após ser atingido, o homem foi levado ao hospital mais próximo de helicóptero, mas não resistiu. A polícia local está investigando o caso, suspeitando de homicídio culposo e procurando por suspeitos com porte ilegal de armas. “Nesta fase, não está claro quem disparou o tiro fatal que matou o Sr. Jelinic. Nossas investigações estão em andamento”, comentou Sabata Mokgwabone, porta voz da polícia Sul-africana.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)