Starbucks afirma que vai contratar 10 mil imigrantes em resposta a Trump

Wikipedia/Reprodução

A rede de cafés Starbucks declarou que irá contratar 10 mil refugiados nos próximos 5 anos em 75 países. O anúncio foi feito pelo presidente da rede, Howard Schultz, no último domingo (29), após Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, barrar a entrada de sete países com maioria muçulmana.

Além disso, Howard Schultz também declarou que os funcionários da rede que perderem o plano de saúde Obamacare – reforma aprovada durante o governo de Barack Obama -, serão readmitidos no plano da companhia. Schultz também reafirmou seu compromisso de comércio com o México. “Nós fazemos negócios para inspirar e cuidar do espírito humano, uma pessoa, um copo, uma vizinhança por vez”, disse Schultz, de acordo com a CNN.

Em uma carta aos empregados do Starbucks, Schultz disse que faria o possível para apoiar os funcionários afetados. “Estamos vivendo em tempos sem precedentes e precisamos reforçar nossa crença em nossos parceiros ao redor do mundo”, declarou. O executivo também pediu aos clientes que não levassem armas aos estabelecimentos da rede e pressionou por um debate sobre relações raciais.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)