Sonda Juno da NASA chega à órbita de Júpiter

NASA / Divulgação

Após quase cinco anos do lançamento, a sonda Juno chega à órbita de Júpiter na segunda-feira 4 de julho de 2016. É a primeira vez que um veículo espacial chega tão perto do planeta, podendo fornecer novas respostas para os mistérios acerca da composição e campos magnéticos. Lançada em agosto de 2011, em uma viagem movida pela energia solar, Juno será, segundo o National Geographic, exposta a aneis de radiação como nenhum veículo espacial já foi exposto.

Dias antes, a sonda havia conseguido adentrar na “área de perigo” do planeta, a partir de onde estava sujeita a forte influência magnética. Agora, a parte mais aguardada da viagem é a combustão de 35 minutos do motor da sonda, que se inicia às 11h18 do dia 4. Com essa queima, a sonda Juno deve ser desacelerada para uma velocidade de 542 metros por segundo para ser alcançada pela órbita do planeta. Ao orbitar Júpiter, a sonda Juno permanecerá no movimento por cerca de 20 meses.

Nasa / Divulgação

Nesse tempo, a trajetória ao redor do planeta será realizada 37 vezes, percorrendo cerca de 5 mil quilômetros. A Nasa preparou uma cobertura ao vivo, que acompanhará a entrada da sonda na órbita do planeta, o que está previsto para aproximadamente 0h (horário de Brasília). E quem quiser assistir em streaming, pode acessar a TV Nasa, com programação para o dia inteiro, antes de entrar ao vivo, clicando aqui.

A sonda Juno gravou o momento em que ultrapassou o campo eletromagnético do planeta Júpiter e testemunhou um “choque de arco” nas proximidades do planeta gasoso. No campo, que serve para proteger o planeta, há ventos solares fortes, semelhante ao que ocorre na Terra. Ouça “os sons de Júpiter”, capturados pela sonda:

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)