Aparelho da Samsung é proibido em voos por risco de incêndio

Passageiros de avião estão sendo orientados pela Autoridade Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) para não ligar, carregar e nem colocar em malas despachadas o aparelho Galaxy Note 7, fabricado pela Samsung. De acordo com o órgão, há risco de provocar incêndio no avião. O alerta surgiu após relatos de que os telefones deste modelo estavam explodindo espontaneamente e companhias aéreas australianas começaram a impor restrições ao dispositivo, conforme informado pela imprensa internacional. O Galaxy Note 7, inclusive, está passando por um programa de recall promovido pela fabricante.

Uma família em São Petersburgo, na Flórida, relatou que seu jipe pegou fogo após deixar o Galaxy Note 7 carregando no veículo. A Samsung investigou os problemas e descobriu que as pilhas recarregáveis no interior desses telefones estavam em falta. Os fabricantes costumam utilizar baterias de lítio recarregáveis porque pesam menos e concentram mais energia no mesmo espaço que outros tipos de baterias. Porém, são mais suscetíveis ao superaquecimento e, se forem expostas a temperaturas elevadas, são danificadas.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)