Regra dos “cinco segundos” é confirmada por cientistas

Sparkly Science/Twitter

Há uma ideia popular de que é possível comer algo que caiu no chão sem arriscar a saúde se a comida for apanhada em no máximo cinco segundos. E estudos realizados por cientistas mostram que essa ideia, de fato, procede.

O professor especialista em germes Anthony Hilton, da Aston University, na Inglaterra, declarou que, apesar de não ser uma atitude completamente livre de riscos, comer alimentos após o curto espaço de tempo no chão não é motivo para preocupação. “Óbvio que comidas que estejam claramente com sujeira grudada não devem ser consumidas, mas se não estiver visivelmente contaminada, a ciência mostra que é improvável que tenha pego bactérias prejudiciais a saúde em alguns segundos”, explicou ao jornal britânico Independent.

A pesquisa aponta que a localização da superfície do chão, o tipo de comida derrubada e o período de tempo que os dois ficam em contato tem um impacto na transferência. Os resultados mostraram que alguns dos itens podem ficar no chão por até 30 minutos, sem risco de contaminação. “As pessoas não percebem que comida secas e sólidas tem pouco risco. Elas não pegam muita bactéria no primeiro impacto nem se contaminam com o passar do tempo”, explicou o professor Anthony Hilton ao Daily Mail. Entre os alimentos que sobrevivem por meia hora estão: sanduíches, batatas fritas, torradas secas, biscoitos e chocolates.

Em um outro estudo, realizado pela Manchester Metropolitan University (MMU), cinco itens foram testados para saber se essa regra dos cinco segundos merecia confiança. Pão com geleia, macarrão, presunto, biscoito e frutas secas foram derrubados no chão e deixados por intervalos de três, cinco e dez segundos. Eles foram selecionados por serem comidas comuns e terem níveis de umidade diferentes – um dado importante na análise de se um item vai promover crescimento de bactérias nos três segundos antes de ser apanhado.

O estudo revelou que comidas com níveis muito altos de açúcar ou sal eram mais seguras de consumir após pegá-las do chão, pois a chance de uma bactéria conseguir sobreviver nesses espaços é muito pequena. Assim, o presunto e o pão com geleia se saíram bem no teste de três segundos.

Já a fruta seca e o macarrão mostraram sinais de klebsiella, uma bactéria que pode potencialmente causar doenças como pneumonia, infecções urinárias, septicemia e condições de tecido da pele. Os biscoitos provaram que são uma comida relativamente segura de se ingerir, mesmo após 10 segundos, por causa do baixo nível de água, de acordo com informações do jornal britânico Daily Mail.

Os dois estudos feitos levam em consideração que a comida foi derrubada no chão da casa onde a pessoa mora, que deve ser varrido uma vez por dia. “Em uma análise de probabilidades, se você derrubar um biscoito ou um pedaço de torrada, será necessário que a comida caia em uma parte com bactéria o suficiente que tenha tempo o suficiente para transferência e ser o tipo de bactéria exata que possa te fazer adoecer, então as chances de ficar doente por comer algo do chão é muito pequena”, concluiu o professor Hilton.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)