Passageiros recusam voo por rejeitar pilotos mulheres

Sergey Kustov / Creative Commons

Em um momento de luta cada vez mais forte por direitos iguais entre homens e mulheres, o voo 909 da American Airlines saiu de Miami com destino a Buenos Aires com uma hora e meia de atraso porque um grupo de sete passageiros teria decidido não desembarcar da aeronave quando descobriu que o avião seria pilotado por duas mulheres.

De acordo com o passageiro Marcos Martínez, a aeronave estava com poucos passageiros e tudo aparentava estar pronto para a decolagem. Os passageiros teriam passado a desconfiar que a tripulação estaria esperando o embarque de alguém específico, apesar de esse fato ser incomum. Porém, após a aeronave decolar um dos tripulantes da cabine explicou o motivo da demora. “Ele me disse que quando sete passageiros descobriram que o avião teria uma piloto e uma co-piloto, quiseram desembarcar e foi necessário retirar suas bagagens”, comentou Marcos ao jornal argentino La Nacion.  

Um usuário do Twitter, amigo de um passageiro do voo 909 repercutiu o caso na rede social.


O caso ocorreu na sexta-feira (15 de julho). Em comunicado, a American Airlines afirmou que o atraso foi de apenas 17 minutos, não de 1h30. Na versão da companhia aérea, somente um passageiro teria deixado a aeronave, sem especificar o motivo.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)