Pai que trocou hospital por reza é acusado de homicídio

NATO Training Mission-Afghanistan / Creative Commons

Um homem foi preso acusado de matar a própria filha porque se recusou a procurar tratamento médico alegando que preferia rezar para ela ficar curada. Nevaeh, de apenas 10 meses, ficou doente quando o pai, George Landell, morador da cidade de Gwinnett, nos Estados Unidos, diluiu o leite materno em água para fazer “render” o alimento, o que acabou afetando a saúde da menina. Em depoimento, a mãe da criança alegou ter pedido para levá-la ao hospital, o que foi recusado pelo pai.

Investigadores afirmaram que a criança já chegou ao hospital sem vida e descobriram, ainda, que a menina não passou por nenhum exame pré-natal ou cuidado médico depois de nascer. A diluição do leite em água pode ter diminuído os níveis de sódio e eletrólitos da dieta da menina, fazendo o cérebro parar de funcionar. “Todas as doenças e enfermidades são do diabo, não de Deus”, afirmou, durante julgamento preliminar, Dwayne Murphy, guia espiritual do acusado, de acordo com o jornal britânico The Independent. Acusado de assassinato, o pai foi preso por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e deve enfrentar 20 anos de prisão.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)