Mulher processa faculdade por estar formada e sem emprego

Reprodução/Fox News

Uma advogada norte-americana resolveu processar a universidade em que cursou Direito por não ter conseguido um emprego após oito anos de formada.

Por conta do custo das mensalidades e do tempo que passou sem salários, Anna Alaburda pede na Justiça uma indenização de 150 mil dólares (R$ 540 mil) cerca de da Escola de Direito Thomas Jefferson, localizada na cidade de San Diego, no estado norte-americano da Califórnia. As informações são da Fox News.

Anna justifica que a universidade usou dados falsos para mostrar a quantidade de alunos que conseguem um emprego após se formar. Ainda de acordo com ela, caso soubesse que os dados não eram corretos, não teria se inscrito na Thomas Jefferson.

A Escola de Direito, por sua vez, argumenta que Anna não trabalhou duro o suficiente para que conseguisse um emprego. Ela se formou com honras, como uma das melhores alunas da turma de 2008 e passou no California Bar – equivalente ao teste da OAB – na primeira tentativa.

Após enviar o currículo para mais de 150 escritórios de advocacia, Anna afirma ter recebido apenas uma proposta de emprego. Ela, no entanto, recusou o trabalho em tempo integral, que, de acordo com Anna, pagaria bem menos que a média do mercado.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)