Mulher descobre que tem 40 irmãos espalhados pelo mundo

Kianni Arroyo / Instagram

Em busca das suas origens, Kianni Arroyo, concebida por meio de uma doação de sêmen, descobriu que tem 40 irmãos. A jovem, residente na Flórida, nos Estados Unidos, busca há cinco anos por eles com o intuito de saber mais sobre seu pai e comemorar o fato de não ser filha única. Assim que chegou a idade legal para investigar sobre sua família, Kianni acessou os registros privados que levavam até seus meio-irmãos, conforme declarou ao jornal britânico Metro. Durante a busca, Kianni, que tem apenas 21 anos, descobriu que é a mais velha dos 40 irmãos que estão espalhados pelo mundo.

A primeira parente encontrada por Kianni foi Joanna, de 20 anos, que vive em Tampa, também na Flórida. Por viverem na mesma região, as duas construíram um laço de amizade e se encontram ao menos uma vez por mês. De acordo com Arroyo, com todos os outros irmãos e irmãs ela pretende manter relações. “Mesmo sem termos nos conhecido antes, ter um pai em comum nos dá um elo especial. Isso nos deixa confortáveis uns com os outros”, contou.

A americana se encontrou com o pai algumas vezes e o definiu como um “cara legal”. O primeiro encontro ocorreu durante uma viagem ao Universal Studios, em Orlando, quando ela tinha 18 apenas anos. Depois disso, os dois só se encontraram outras duas vezes. A mais recente visita aconteceu em janeiro de 2018.

Pela lei norte-americana, doadores de esperma só podem fornecer entre 15 e 20 amostras, mas a empresa para qual o pai de Kianni, doava as amostras foi vendida e os registros do pai das 40 crianças foram apagados, o que deu a possibilidade de novas doações. O mais novo meio irmão de Kianni acabou de completar cinco meses de vida e ela afirma que não vai parar de procurá-los até conhecer todos os irmãos.

Segundo a jovem, aproximadamente 30 dos 40 irmãos encontrados têm interesse em conhecê-la. “Sou filha única e com esses encontros eu tenho o melhor de dois mundos”, comenta a americana ao Metro. Até o momento, o doador de esperma mais prolífico do mundo é o britânico Simon Watson, 42, que encontra potenciais parentes por meio do Facebook.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)