Menina de 10 anos é sacrificada em ritual para curar paralítico, na Índia

Karnataka Police/Divulgação

Três pessoas foram presas em Karnataka, sul da Índia, acusadas de participarem do assassinato de uma criança de dez anos em um sacrifício místico. Segundo o jornal britânico BBC, o crime foi motivado pelas instruções de um feiticeiro local, como forma de curar um homem que estava paralisado. De acordo com a polícia, um irmão e uma irmã da pessoa que estava paralisada são os assassinos. O feiticeiro disse a eles que o sacrifício era a única maneira de quebrar a “magia negra” que paralisava o irmão.

Ainda segundo a polícia, um adolescente de 17 anos também foi preso por ajudar a sequestrar a garota assassinada. O corpo da criança foi encontrado dentro de um saco por moradores da região próxima de onde o crime foi realizado, junto a materiais conhecidos por serem utilizados em rituais de magia.

Forças policiais também foram convocadas para deter a população que, ao tomar conhecimento da ação dos irmãos, reuniu-se para atirar pedras na casa de ambos.

A menina foi dada como desaparecida no dia 1 de março de 2017 e a investigação continua em curso. “Ainda há algumas pessoas que teriam participado desse crime, por isso, estamos investigando todas as hipóteses e outras prisões ainda não podem ser descartadas”, afirmou o oficial da polícia B Ramesh.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)