Jovem morre depois de ter mangueira de ar inserida no ânus

Wesner Silva/Facebook e Santa Casa/Divulgação
Um jovem de 17 anos faleceu após uma grave hemorragia causada pela introdução de uma mangueira de alta pressão de ar em seu ânus, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Wesner Moreira da Silva, sofreu uma lesão no esôfago após a suposta “brincadeira” feita pelos colegas de trabalho do lavo-jato em que trabalhava. Os dois suspeitos, Thiago Demarco Sena, dono do lava-jato, e Willian Henrique Larrea, funcionário, responderão na justiça por lesão corporal grave seguida de morte. Segundo o jornal local Campo Grande News, o adolescente estava internado há 11 dias na Santa Casa e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ele já havia passado por duas cirurgias após perder metade do intestino grosso. Os médicos passaram 45 minutos tentando reanima-lo, mas sem sucesso. No dia 3 de fevereiro de 2017, Wesner estava brincando com os colegas de trabalho, quando um deles agarrou o jovem e o dono do local colocou a mangueira de ar em seu ânus. A investigação está nas mãos da Delegacia Especial e Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). O lava-jato, que já teve duas apreensões de droga pela polícia, foi incendiado depois do incidente com o adolescente e as autoridades investigam se os casos têm relação, bem como os autores do crime. O enterro de Wesner foi realizado no dia 15 de fevereiro de 2017.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)