Estudo mostra conexão entre aparelhos de celular e câncer

Japanexperterna/CreativeCommons

Um novo estudo, conduzido pelo Programa Nacional de Toxicologia dos Estados Unidos, dá evidências da conexão entre exposição a celulares e surgimento de câncer. Pesquisadores do programa usaram mais de 2,5 mil ratos em testes durante intervalos variados de tempo no período do estudo, que durou dois anos. No teste, alguns dos animais eram expostos ao tipo mais comum de radiofrequência emitida por celulares. Após a exposição, “baixas incidências” de dois tipos de tumores foram encontrados no cérebro e coração dos animais. Mas nos ratos que não tiveram contato com a frequência, não houve incidência dos tumores.

Em um comunicado divulgado durante o estudo, pesquisadores afirmaram que “dado o enorme uso global de aparelhos mobile de comunicação entre usuários de todas as idades, ao menos um ligeiro aumento na incidência de doenças resultadas da exposição a radiação de radiofrequência já teria amplas implicações para a saúde pública”.

Segundo o jornal britânico Independent, o estudo foi planejado para ser um dos maiores e com análises mais profundas da relação entre aparelhos celulares e câncer, custando 25 milhões de dólares ao governo norte-americano – cerca de R$ 75 milhões – para manter o curso por vários anos.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)