Crianças que dormem tarde podem ter desenvolvimento cerebral prejudicado, diz estudo

pixabay.com

Permitir que as crianças fiquem acordadas até tarde pode provocar o desenvolvimento de danos cerebrais nelas. De acordo com estudo da Universidade de Zurique, na Suíça, que observou crianças de cinco aos 12 anos, horários irregulares de ir para cama podem atrapalhar no desenvolvimento da percepção espacial e sensorial das crianças.

O teste foi realizado com tomografias cerebrais das crianças após elas terem uma noite regular de sono e após dormirem fora do horário habitual e menos tempo que o ideal. As informações são do site Mirror.

De acordo com Salome Kurth, responsável pelo estudo, Os cérebros responderam de forma diferente à privação do sono, que o cérebro de adultos. Nas crianças, afeta diretamente os lobos occiptal e parietal, áreas responsáveis pela visão (e respostas aos estímulos visuais) e sensações de tato, dor e calor, respectivamente.

Além disso, destaca Kurth, a qualidade do sono é responsável pelas conexões neoronais, que são otimizadas durante a infância e adolescência. De acordo com recomendações de instituições internacionais de saúde, uma criança de 6 a 13 anos deve dormir entre 9 e 11 horas por noite, e um horário habitual de sono ajuda no desenvolvimento mental das crianças.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)