Crianças morrem após mãe deixá-las presas dentro de carro de propósito

Parker County Sheriff's Office/Divulgação

Uma mulher está sendo acusada de crime em primeiro grau por causa da morte da filha de 2 anos e do filho de 1 ano. Cynthia Marie Randolph, 24 anos, foi presa em 23 de junho de 2017 após trancar os dois filhos em um carro, pois queria “ensinar uma lição” aos dois. As autoridades declararam que as crianças foram mortas por causa de calor extremo.

O incidente aconteceu no dia 26 de maio de 2017 e a temperatura chegou a 35°C do lado de fora do veículo (dentro pode ter sido ainda maior), de acordo com o portal de notícias da NBC News. No primeiro depoimento, Cynthia declarou que estava dobrando as roupas limpas dentro de casa enquanto as crianças brincavam do lado de fora. Ela disse que não ouviu nenhum barulho por meia hora e foi checar o que as duas estavam fazendo, encontrando os filhos presos dentro do carro, junto com a chave e o celular dela. Ela então quebrou uma janela para tirar os dois de dentro e ligou para a emergência.

Mas ao ser presa, Cynthia admitiu que havia trancado as crianças no carro de propósito. “Quando eles se recusaram a sair do carro, ela disse que fechou a porta para ensinar uma lição a Juliet, pois achava que a menina conseguiria sair do carro quando quisesse”, declararam as autoridades. Ela também teria fumado maconha e dormido por horas ao entrar na casa. “Ao acordar, ela encontrou as crianças no veículo, sem resposta”. Então ela quebrou a janela do carro para que parecesse um acidente.

De acordo com uma pesquisa feita pela San Jose State University, 37 crianças morrem em carros superaquecidos anualmente nos Estados Unidos. Por isso, uma nova legislação está em tramitação e, caso seja aprovada, carros terão que ser equipados com um sistema para alertar ao motorista se houver uma criança dentro de carros desligados.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)