Clínica erra processo de fertilização de 26 mulheres

Elena Kontogianni/Pixabay

Um centro de fertilização anunciou uma investigação após descobrir que 26 mulheres podem ter sido fertilizadas com o esperma errado. De acordo com a clínica, um erro processual ocorreu entre abril de 2015 e novembro de 2016 nos tratamentos in vitro, no University Medical Centre, em Utrecht, na Holanda. Entre as mulheres que passaram pelo tratamento durante este período, mais da metade já engravidou ou teve filhos.

“Durante a fertilização, os espermatozoides de um casal podem ter ido parar nos óvulos de 26 outros”, explica um comunicado oficial da instituição, reproduzido pelo jornal britânico BBC. “Portanto, há uma chance de que esses óvulos (utilizados) tenham sido fertilizados pelo esperma de outra pessoa. Embora a chance disso acontecer seja pequena, a possibilidade não pode ser excluída”.

A técnica que causou o erro envolve um único espermatozoide sendo injetado diretamente no óvulo com um conta-gotas, chamada injeção intracitoplasmática de espermatozoides.  O conta-gotas é trocado todas as vezes, porém um dos técnicos de laboratório utilizou o mesmo topo de borracha do material, até que encontrou traços do esperma nele e lançou o alerta. Ainda de acordo com a BBC, um porta-voz do hospital informou que essa borracha costuma ter um filtro, que nesse caso não foi utilizado.

Entre as mulheres envolvidas, nove já tiveram filhos e quatro estão grávidas. Os outros 13 embriões permanecem congelados. Todos os casais afetados receberão a opção de realizarem um teste de DNA.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)