O cérebro pode arruinar sua dieta e até mandar no seu peso

Steve Buissinne/Pixabay

Você conhece alguém que fez regime para perder uns quilinhos e, depois de um duro danado, ganhou tudo de novo? Parece que a Ciência consegue compreender melhor as causas deste “fenômeno”. A neurocientista Sandra Aamodt, da Yale University, explica que aproximadamente 41% das pessoas que fazem dieta recuperam o peso em cerca de cinco anos. Isso acontece porque o cérebro de cada indivíduo possui uma noção já determinada do alcance de peso corporal e lança um “alerta de fome” em auto-defesa. Esse limite é determinado não apenas pelos genes, mas também pela experiência de vida.

Em um artigo publicado no Daily Mail, Sandra afirma que há uma grande possibilidade de que quando o corpo cruza a linha estabelecida pelo cérebro, ele fica bem irritado. A resposta surge em forma de ânsia por calorias e indiferença à conservação de energia. “É comum pensar que esses alertas de fome são acionados quando os ossos das costelas estão aparecendo ou as pernas afinam, mas o peso [que o cérebro estabelece como ideal] é diferente para todo mundo. Se você ganhou alguns quilos ao longo dos anos após sucessivas dietas, é possível que seu cérebro esteja estabelecendo um peso mais alto que o que você deseja”, detalha.

A neurocientista afirma também que a melhor forma de descobrir este peso é tomar a decisão consciente de parar de fazer dietas e comer por intuição, ou seja, alimentar-se somente quando se tem fome e parar ao sentir-se saciado. Dessa forma, o peso deve se estabilizar dentro de seis a 12 meses.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)