Celular explode debaixo de travesseiro e deixa estudante ferida no Piauí

Adaílton Júnior / Cortesia

Uma estudante de odontologia de 24 anos ficou ferida na cidade de Teresina, no Piauí, após o aparelho de celular dela, da marca Samsung, explodir. A jovem que não quis ter seu nome divulgado, tinha um aparelho do modelo A3 2016 há pouco mais de 1 ano e foi surpreendida pela explosão enquanto dormia. “Por volta das 7h da manhã acordei com o barulho da explosão. Quando vi o fogo, gritei assustada e meu pai veio me ajudar. Ficamos com medo de incendiar a casa toda e jogamos água na cama, nos lençóis e nos travesseiros. Graças a Deus não aconteceu nada em maiores proporções”, relatou a jovem ao CuriosaMente. Segundo ela, o celular não havia apresentado problemas anteriormente e manteve todas as peças originais, inclusive o carregador, desde o momento da compra. Apesar do barulho e do fogo, ela sofreu apenas ferimentos leves no braço esquerdo, e parte do cabelo queimado. “Tive sorte de não estar mais próxima ao celular e por ter colocado mais dois travesseiros em cima dele. Isso com certeza minimizou a chance de eu ser atingida mais gravemente”, disse.

A estudante contou que o celular não estava carregando no momento do acidente, mas que o fato de ele estar embaixo de travesseiros pode ter ajudado a esquentar a peça. Por ter sofrido ferimentos leves, ela não foi ao hospital mas pretende fazer um exame de corpo de delito e elaborar um Boletim de Ocorrência. O namorado dela, natural do Piauí e morador do Recife, foi quem deu o aparelho de presente e se disponibilizou a resolver as questões burocráticas. Ele entrou em contato com a empresa, que pediu as fotos do telefone, assim como as notas fiscais de medicamentos e consultas necessárias para a recuperação dela. “Eles disseram que após avaliação de um engenheiro irão dar uma resposta sobre o que a empresa pode fazer”, afirmou. O casal aguarda resposta da Samsung para decidir se vai mover alguma ação judicial pelo ocorrido.

Apesar de aliviada por não ter acontecido nada mais grave, a jovem se disse surpresa com o incidente. “Eu já tinha visto casos na internet, inclusive de pessoas que morreram com explosões do tipo, mas eu nunca achei que pudesse acontecer comigo”, concluiu. O valor médio do Samsung A3 2016 hoje é R$ 1,2 mil. Em nota ao CuriosaMente, a empresa lamentou o ocorrido: “Lamentamos o incidente, mas, neste momento, não somos capazes de fornecer detalhes sobre o caso pois atualmente estamos conduzindo uma investigação interna para determinar a causa exata do ocorrido”.

Galaxy Note 7: a polêmica dos “celulares que explodiam”

A Samsung ganhou manchetes mundiais no final de 2016 após uma série de explosões acontecerem em aparelhos do modelo Galaxy Note 7. Todas as vendas foram suspensas até uma equipe de engenheiros ser formada para analisar os motivos das explosões. Eles constataram deformidades diferentes nos dois tipos de bateria fornecidas para os celulares. Uma delas fazia com que os eletrodos dobrassem e entrassem em combustão e outra fazia com que a camada isolante que separava os eletrodos fosse perfurada, também explodindo. Na ocasião, a marca fez um recall de todos os aparelhos do modelo e criou uma versão remasterizada dele.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)