Aplicativo contraceptivo recebe aprovação de regulador

Natural Cycles/Reprodução

O aplicativo contraceptivo Natural Cycles recebeu a aprovação de um regulador alemão. O Natural Cycles está na mesma categoria que agulhas de acupuntura e bolsas de sangue. O app grava a temperatura diária e usa o algoritmo para agendar os dias de fertilidade em um calendário. O aplicativo está disponível para Android e iOS no Brasil.

Natural Cycles é o primeiro software do tipo a ser certificado como contraceptivo ao lado de camisinhas, a pílula e o DIU. A doutora Elina Berglund, que criou o aplicativo com seu marido, disse ao site britânico DailyMail: “As mulheres ao redor do mundo estão interessadas em explorar algo efetivo e não-hormonal nem invasivo. Agora elas tem uma opção nova, clinicamente verificada e regulamentada.”

 

Natural Cycles/Reprodução

Na prática, todos os dias a usuária mede a sua temperatura corporal com um termômetro basal colocado embaixo da língua e registra no aplicativo. A app se adapta ao ciclo de cada mulher por meio das alterações de temperatura, logo, sua precisão é considerada alta. Em testes realizados com 1000 mulheres, apenas 5 engravidaram após o sistema mostrar o cartão verde, liberando do uso de contraceptivos. Uma taxa de 0,5%.

O aplicativo mede a temperatura para prever os dias do mês que a mulher estará mais fértil. Nos “dias vermelhos”, como o app chama, ele indica que casais usem camisinhas para diminuir o risco de fertilização. Já nos dias verdes, eles estão liberados. Vale ressaltar que o app não protege contra DST’s.

Nos dias antes da ovulação, a mulher recebe uma quantidade alta de estrogênio, que esfria o corpo. Depois da ovulação, a carga de progesterona aquece o corpo e aumenta sua temperatura. Essas duas fases são separadas pelo dia de ovulação – quando o corpo da mulher está mais fértil. O Natural Cycle já conta com 150 mil usuárias ao redor do mundo.

Natural Cycles/Reprodução

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)