Animações reproduzem como daltônicos veem o mundo

A empresa MVF Global, espécie de incubadora de projetos inovadores sediada no Reino Unido, desenvolveu uma série de gifs para ajudar o mundo a ver como tudo parece diferente para as pessoas que experimentam diferentes formas de daltonismo – condição genética caracterizada pela incapacidade de identificar cores ou tons de cores.

De acordo com a ONG Colour Blind Awareness, que trabalha pela conscientização da condição em ambientes de trabalho e escolares, a característica é herdada da carga genética das mães, ainda que afete muito mais os homens. Isso porque o problema é relacionado ao cromossomo X – os homens possuem apenas um deles, e as mulheres dois, no caso delas, normalmente um dos cromossomos compensa a limitação do outro. Justamente por isso, até 8% dos homens experimentam algum tipo de daltonismo, enquanto, entre mulheres, a condição fica em torno de 1%.

MVF Global/Divulgação

Protanopia: Dificuldade em lidar com o espectro verde-amarelo-vermelho. É o tipo mais comum e não é restrito apenas a vermelho e verde, na verdade, ela afeta todas as cores que levem vermelho ou verde em suas composições.

MVF Global/Divulgação

Protanomalia: Menor sensibilidade ao vermelho, podendo chegar à confusão entre vermelho e preto.

MVF Global/Divulgação

Monocromacia (cone azul): Há monocromacia quando a percepção de luminosidade e as variações de cores são preenchidas por cinza.

 

MVF Global/Divulgação

Monocromacia total (acromacia): No caso da acromacia, todos os cones seriam comprometidos, levando à visão em preto e branco.

MVF Global/Divulgação

Tritanopia: Dificuldade de lidar com o espectro azul-amarelo. Afeta todas as cores que levam azul na composição.

MVF Global/Divulgação

Tritanomalia: Menor sensibilidade a frequências de azul. Mais rara, impede a distinção de cores no espectro azul-amarelo.

MVF Global/Divulgação

Deuteranopia: Dificuldade de lidar com o espectro verde-amarelo-vermelho. Afeta todas as cores que levam verde na composição.

MVF Global/Divulgação

Deuteranomalia: Menor sensibilidade a frequências de verde. Impede a distinção de cores no espectro verde-amarelo-vermelho.

O diagnóstico do daltonismo, normalmente, é realizado de uma forma simples, conhecido como Teste de cores de Ishihara. Em geral, há 32 cartões coloridos, com formas geométricas ou números em pequenos pontilhados que misturam cores e tons. Dessa forma, quem sofre da condição tem diferentes dificuldades em identificar os conteúdos de alguns ou de todos os cartões – assim, é possível determinar que tipo de daltonismo e a profundidade da condição.

Creative Commons
Creative Commons

O mercado já começou a desenvolver alternativas para os daltônicos, uma vez que não há qualquer tratamento para a condição. Há aplicativos que permitem a identificação de cores para os usuários e até mesmo um óculos, ao custo de aproximadamente US$ 700 (cerca de R$ 2,3 mil), que compensa a função de cones ópticos e permite que os daltônicos enxerguem as cores como as demais pessoas. Como a tecnologia ainda é nova e pouco disseminada, não há uma popularização do recurso, até pelo preço. A reação de dois irmãos ao testar um desses óculos, inclusive, viralizou na internet recentemente.

A 1ª vez que eles viram as cores
Campanha da Colour Awareness

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)