A estonteante vida selvagem em 5 fotos

O Museu de História Natural do Reino Unido se prepara para revelar os vencedores do 51º concurso “Fotógrafo da Vida Selvagem do Ano”, cujos trabalhos passam a ser exibidos no dia 16 de outubro. Aqui, você conhece a história por trás de três finalistas e algumas das fotos que venceram a competição no ano passado, para ter uma ideia do que esperar ou simplesmente para contemplar a beleza natural capturada pelas lentes de grandes fotógrafos.

O surfista tubarão, por Thomas Peschak (África do Sul/Alemanha)

O surfista tubarão, por Thomas Peschak (África do Sul/Alemanha)

A imagem foi clicada em Aliwal Shoal, na África do Sul. Ele conta que o local é perfeito para testar repelentes eletromagnéticos de tubarões ou mergulhar para observação porque os tubarões sempre miram os surfistas, mas as chances de ataque na região são mínimas. A ideia do fotógrafo foi justamente capturar a coexistência e ajudar a diluir o medo que prevalece na população mundial em relação a esses animais.

Judô de dragões-de-komodo, por Andrey Gudkov (Rússia)

A imagem foi feita na Ilha Rinca, na Indonésia. Andrey conta que a briga foi rápida e inesperada, apesar dele ser frequentador do Parque Nacional dos Komodos justamente para testemunhar uma briga entre dois machos da maior espécie de lagartos do mundo. Ele diz que as brigas são comuns em agosto, por conta da disputa para acasalar com as fêmeas, mas o momento foi capturado em dezembro e, por sorte, em área descampada. Bastaram alguns segundos para o vencedor ser definido e o derrotado seguir em outra direção.

Plano de saúde Gorila, por Marcus Westberg (Suécia)

A fotografia foi realizada no Congo e ilustra como Ndeze, um gorila órfão, de nove anos, assiste atentamente ao atendimento prestado por veterinários à sua companheira, Maisha, de 12 anos. Todos os anos, o check-up é realizado nos animais, todos resgatados de maus tratos e tráfico com experiências traumáticas.

A última grande foto, por Michael Nichols (Estados Unidos)

A imagem foi feito no Parque Nacional e Serengeti, na Tanzânia, com o propósito de ser um arquétipo do que seria a velhice dos leões. Na foto, cinco leoas cuidam dos filhotes e, minutos antes, tinham atacado e afugentado um dos machos do grupo. O fotógrafo, conhecido como Nick, acompanhava o grupo de leões há seis meses e eles já tinham se acostumado com sua presença. A imagem foi feita em infravermelho, no final de tarde. Três meses depois, três das fêmeas saíram do parque e acabaram mortas.

Ferrador ao sol, por Carlos Perez Naval (Espanha)

Carlos, de 10 anos, encontrou o escorpião amarelo, comum na região em que vive, próximo à casa dele, em Torralba de los Sisones, no nordeste espanhol. Foi a primeira experiência dele com dupla exposição, capturando primeiro o sol com velocidade baixa e depois o escorpião, com um flash baixo.

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)