Tradutor deverá permitir conversa com cães em 10 anos

Pixabay/Reprodução

Chegar em casa e bater um papo com seu animal de estimação pode não ser um desejo tão distante. É o que prevê o especialista em tendências futuras de consumo William Highham, em um relatório do site de compras Amazon, apontando que a tecnologia já deverá estar disponível em dez anos. Ele cita uma pesquisa do professor Con Slobodchikoff, da Northern Airzona University, que usa inteligência artificial para analisar os sons emitidos por roedores chamado cão-da-pradaria. Ele está tentando levantar fundos para desenvolver um dispositivo de tradução das comunicações de gatos e cachorros.

Slobodchikoff declarou ao jornal britânico The Guardian que esses animais estudados apresentam “um sofisticado sistema de comunicação que possui todos os aspectos de uma linguagem”. Com isso em vista, seria possível decifrar essa linguagem. Porém, as coisas podem não ser tão fáceis assim. Juliane Kaminski, psicóloga da Universidade de Portsmouth e especialista na interação entre cachorros e humanos, rebate essas previsões. O motivo disso é sua visão de que a comunicação entre cães não pode ser considerada uma forma de linguagem. “Eles emitem rudimentares sinais sonoros do que eles querem e sentem.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)