Para evitar excesso de bagagem, homem veste todas as roupas da mala

Ryan Hawaii / Twitter

Um homem foi detido pela polícia após tentar embarcar em um voo vestindo todas as roupas de sua bagagem para evitar pagar excesso na mala que seria despachada. Vestindo oito pares de calças e dez blusas ele foi rejeitado por duas companhias aéreas, que acabaram chamando a segurança do Aeroporto Internacional de Keflavík, na Islândia.

Ryan Carney Williams estava com o voo marcado, saindo da Islândia em direção à Inglaterra quando foi barrado em um guichê da companhia British Airways, aparentemente sem motivo. Ao perguntar o motivo pelo qual estava sendo barrado de entrar na aeronave, os seguranças lhe perguntaram se seria necessário chamar a polícia. Sem hesitar, Ryan diz que se fosse necessário, poderiam acionar os policiais, já que ele não estava fazendo nada de errado. A conversa com os funcionários da companhia foi filmada e trechos de vídeos postados na conta pessoal de Ryan no Twitter.

Ao se recusar em sair do guichê, Ryan foi levado pelos policiais, prestou depoimento e foi liberado para agendar um novo voo no dia seguinte. Para a surpresa do homem, a companhia a qual foi designado também não permitiu seu embarque. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, as duas companhias aéreas só devolveram o dinheiro que Ryan havia gasto nas passagens após o passageiro prestar queixa. A EasyJet primeiramente informou que não seria possível fazer o reembolso, mas após Ryan ameaçar levar o caso para o tribunal, a situação foi resolvida.

Ryan foi capaz de chegar em Londres ao embarcar em uma aeronave de uma terceira companhia aérea, dessa vez norueguesa, enquanto seus pertences foram levados em outra aeronave.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)