Ovni localizado no oceano pode ser bomba atômica

Globalsecurity.org/Reprodução

Um mergulhador canadense pode ter solucionado um mistério de 70 anos. Sean Smyrichinsky nadava no arquipélago de Haida Gwaii, na Columbia Britânica, quando localizou o que pensava-se ser uma espécie de objeto voador não identificado, que as autoridades agora acreditam ser a bomba atômica Mark IV, medindo cerca de 3,5m, de um B-36 norte-americano que caiu na região nos anos 1950.

“Eu estava procurando por peixes quando me distanciei do barco e acabei vendo algo que nunca tinha visto nada parecido antes. Parecia um bagel cortado ao meio, com alguns raios na superfície, em semiesferas – a coisa mais estranha que já vi. Por isso, quando saí da água, gritei para a tripulação que tinha achado um OVNI”, disse à CBC, considerando o modelo do objeto, cuja estrutura indica a engenharia com objetivos de aerodinâmica.

Autoridades norte-americanas e canadenses agora investigam se o artefato trata-se da bomba perdida durante treinamento no dia 13 de fevereiro de 1950, qaundo um B-36 deixou o Alaska para fazer um ataque simulado a San Francisco, mas acabou caindo no oceano depois que metade dos seis motores da aeronave incendiaram, com informa o The Guardian. Apesar da queda, a cerca de 80 km de onde Sean megulhava, 12 dos 17 tripulantes foram encontrados com vida dias depois.

As Forças Armadas do Canadá devem enviar, ainda em novembro, uma embarcação da marinha para verificar o local, mas afirmou em nota oficial que não acredita tratar-se de um artefato de guerra e que não haveria risco nuclear relevante.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)