Mulher morre vítima de bactéria “resistente a tudo”

Wikimedia/Reprodução

Médicos nos Estados Unidos tentaram, sem sucesso, tratar uma idosa de 70 anos infectada com uma bactéria. A bactéria em questão resistiu a 26 diferentes antibióticos, ou seja, todos os medicamentos disponíveis para medicação. De acordo com informações do Centro de Controle de Doenças de Atlanta (CDC), publicadas pelo El País, a infecção foi causada por uma bactéria “resistente a todos os antibióticos conhecidos”.

O caso ocorreu em 2016, mas foi revelado neste ano em um estudo divulgado pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças. De acordo com o site de curiosidades científicas IFLS, o episódio é uma das maiores preocupações atuais da medicina: o crescimento dos casos de pessoas infectadas com bactérias super resistentes.

A mulher chegou doente a um hospital no estado norte-americano de Nevada, após chegar de viagem da Índia. Após exames, os médicos detectaram que ela estava infectada com uma forma da bactéria Klebsiella pneumoniae, que normalmente vive no intestino sem causar danos, porém, oportunista em casos de infecção. A bactéria chegou aos ossos aproveitando uma fratura femoral e chegou ao quadril da paciente. Nenhum dos antibióticos disponíveis nos Estados Unidos foi capaz de derrotar a bactéria.

Para os pesquisadores responsáveis pelo estudo Lei Chen, Randall Todd, Julia Kiehlbauch, Maroya Walters e Alexander Kallen, a facilidade de realizar viagens pelo mundo acaba facilitando também a disseminação de doenças. Eles apontam ainda que o mundo pode estar prestes a chegar do pós-antibiótico, quando as bactérias serão resistentes aos medicamentos, gerando necessidade de criação de novas drogas.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)