Motociclista morre após ser atingido por um raio

Pixabay/Reprodução

Um motociclista de 31 anos morreu enquanto passava pela rodovia Dom Pedro I em Atibaia, São Paulo. Pessoas que passavam pelo local relataram ter visto uma descarga elétrica atingindo o homem, de identidade não revelada. Uma viatura de resgate e uma Unidade de Tratamento Intensivo móvel foram acionados, mas a vítima morreu no local. A Policia Civil chegou registrou um boletim de ocorrência como morte suspeita. A motocicleta e o capacete – que foi perfurado pela descarga elétrica – da vítima foram apreendidos.

Especialistas disseram que, por se tratar de um veículo aberto, não havia possibilidade de proteção. Um carro forma o que é conhecido como “gaiola de Faraday”. Ou seja, a estrutura metálica impede que a descarga penetre no carro. Em uma moto, a descarga é direta. Nesse caso, as rodas também não servem como proteção. “A lataria do carro protege de uma descarga direta. Os pneus da moto eventualmente protegem de descargas que caiam próximas e que se propaguem pelo solo, mas não as descargas diretas”, disse o professor Osmar Pinto Júnior, coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica, de acordo com o G1.

Esse não é o primeiro caso de pessoa atingida por raio em São Paulo em 2017. Ainda no mês de janeiro, uma turista sofreu uma parada cardiorrespiratória, queimaduras no rosto e no peito após ser atingida enquanto caminhava na praia em Itanhém, litoral de São Paulo. O momento exato no qual ela sofreu a descarga foi filmado por um morador da região. Ela passou mais de duas semanas na UTI até conseguir se recuperar.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)