Idosa morre atropelada e empresa de ônibus processa família por danos no veículo

TV Diario/ Reprodução

Uma empresa de ônibus de Fortaleza, no Ceará, está processando família de idosa que morreu atropelada por um ônibus de sua frota por danos ao veículo. Segundo a TV Diário, Maria do Carmo Rocha Feijó, 65, morreu, no dia 1° de março de 2016, após tentar atravessar fora da faixa de pedestres em uma via do terminal Parangaba, em Fortaleza, o que estaria motivando um pedido de indenização por parte da companhia Vega, que culpa a mulher pelo acidente.

O advogado da família aconselhou pagar o valor cobrado pela empresa de ônibus, aproximadamente, R$ 3 mil. A família afirmou ter achado um absurdo, mas fechou acordo. A empresa não quis se pronunciar sobre o assunto. As imagens do circuito interno de segurança do terminal de ônibus do bairro Parangaba, onde o acidente foi registrado flagraram o atropelamento.

Atenção! Imagens fortes

À época do acidente, a Vegas alegou que o ônibus trafegava em velocidade inferior a 20 km/h, o que teria sido comprovado pelo GPS do sistema de monitoramento de veículos, além de garantir que o condutor seria capacitado na função, tendo realizado diversos treinamentos como direção defensiva e qualificação para atendimento ao idoso. Pelas redes sociais, o filho da idosa morta convocou os internautas e possíveis testemunhas para auxiliar na pressão contra a empresa, pela postura que a família considera pouco sensível.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)