Homem leva corpo da filha à polícia 12 anos após assassiná-la

Um homem foi preso quando se entregou à polícia 12 anos depois de matar a própria filha, uma bebê recém-nascida, na cidade de Kaohsiung, no sudeste de Taiwan. Identificado apenas como “Lin”, o homem se entregou aos policiais com o corpo em decomposição da menina dentro de um saco plástico. Ele afirmou, de acordo com o jornal britânico Daily Mail, que matou a criança com poucos dias de nascida acidentalmente, depois de “perder a cabeça porque ela não parava de chorar” enquanto ele a alimentava com uma mamadeira. Ele disse, ainda, que escondeu a morte da menina da esposa alegando que a mãe dele tinha passado na casa e levado a menina para ser criada por ela.

A polícia ainda investiga se a afirmação de que a esposa de Lin não sabia do paradeiro da menina é verdadeira, pois ela foi registrada como desaparecida na época em que completaria sete anos e precisaria ser matriculada na escola. Naquela situação, a mulher disse que não sabia para onde o marido tinha levado a criança. A agência de notícias AsianWire divulgou imagens da câmera de segurança da delegacia, que mostram o momento exato no qual o pai chega ao local com uma grande sacola preta nos braços. Em depoimento à polícia, ele afirmou que resolveu tomar coragem para assumir o que tinha cometido quando viu outras notícias na TV sobre pais que tinham matado os próprios filhos. Após depoimento, ele ficou sob custódia da polícia e deve ser julgado por homicídio. No Taiwan, a punição para crimes cometidos pode chegar à pena de morte.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)