Homem é vítima de pegadinha em jogo online e acaba morto pela polícia

Witchita State Police / Divulgação

Um homem foi morto após ser alvo de uma pagadinha devido a uma discussão no jogo online Call of Duty. Polícia recebeu uma falsa ligação que acusava jovem de 28 anos de apontar um revólver para três reféns dentro de sua casa, na cidade de Wichita, no estado do Kansas, nos Estados Unidos.

O caso começou durante uma partida online do jogo de guerra em estilo First Person Shooter (da sigla em inglês FPS), quando o game de tiro é liderado em primeira pessoa. Após uma partida mal resolvida entre dois jogadores, um deles resolveu praticar o que é conhecido como swatting, uma pegadinha em que é feita uma ligação para a polícia, informando uma falsa situação de perigo em uma residência. O resultado dessa prática é que a SWAT, formas especiais táticas dos Estados Unidos, aparece no endereço informado, assustando a vítima da pegadinha.

O diferencial neste caso, é que a pegadinha deu errado. Ao fazer a ligação foi passado para a polícia que havia uma situação de perigo, em que um jovem armado estava mantendo reféns em sua casa. A equipe da SWAT se dirigiu ao endereço fornecido na ligação e, quando a pessoa abriu a porta, um dos policiais atirou. O endereço de Andrew Finch, de 28 anos, pai de duas crianças pequenas, foi fornecido por engano à polícia durante a pegadinha.

“A pessoa que fez o telefonema levou meu filho, pai de duas crianças. Não posso acreditar que as pessoas fazem isso de propósito. Espero que o FBI consiga identificar qual o treinamento dado aos policiais para atirarem assim que a pessoa abre a porta, sem se certificar da situação”, comentou Lisa Finch, mãe de Andrew, ao jornal britânico The Guardian.

A ligação foi rastreada e o FBI descobriu que foi feita por Tyler Barriss, de 25 anos, participante da partida online. O rapaz foi levado pelos policias e será mantido preso até que a investigação seja concluída.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)