Gelo do Ártico derreterá até 2050, diz pesquisa

Christopher Michel/Flickr

O gelo do Ártico, no Pólo Norte, estará completamente derretido em 2050, caso as emissões de gases causadores do efeito estufa siga no patamar atual. De acordo com pesquisadores do Instituto Max Planck de Meteorologia, localizado na Alemanha, em estudo realizado em parceria com a Universidade de Londres, na Inglaterra, cada tonelada de CO2 (dióxido de carbono) liberada pela humanidade gera o derretimento de três metros quadrado de gelo marinho do Ártico. O estudo foi publicado na revista Science e replicado pelo UOL.

Com base nesses cálculos, é possível afirmar que um carro 1.0 causa, em um ano, o derretimento de 3 m² de gelo polar. “Pela primeira vez foi possível entender como cada um de nós contribui nessas consequências do aquecimento global”, afirmou Dirk Notz, um dos autores do estudo.

O mundo libera 36 bilhões de toneladas de CO2 por ano. Nesse ritmo, dentro de 34 anos, teremos o Ártico completamente sem gelo pela primeira vez em 125 mil anos.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)