Garota que teve corpo “ressurgido” 145 anos após morte é, finalmente, identificada

Garden of Innocence / Divulgação

Um caixão contendo o corpo de uma criança morta há mais de 145 anos foi encontrado em 2016 durante a reforma de uma casa na cidade de San Francisco, na Califórnia. O mais surpreendente é que a investigação ressurgiu e finalmente revelou a identidade da menina, de apenas três anos.

Após ter procurado a polícia, a dona da casa, Ericka Karner, recebeu a notícia de que a garota era sua responsabilidade já que havia sido encontrada em seu terreno. Sem saber o que fazer, ela procurou ajuda da ONG Garden of Innocence (Jardim da Inocência), que é voltada para enterrar crianças não identificadas ou abandonadas. Após mais de mil horas de investigação, o ONG, que contava com ajuda de 34 voluntários, estudou mais de 29 mil registros de enterros, que foram comparados com mapas da década de 70. Fazendo a comparação desses mapas com informações atuais, voluntários foram capazes de rastrear árvores genealógicas e análises de DNA para descobrir quem era a garota.

“Não conseguimos fazer esse tipo de investigação com todas as crianças, só conseguimos graças ao interesse e à ajuda que recebemos, principalmente dos voluntários e de Ericka. Quando começamos, não sabíamos nada sobre ela e o trabalho de investigação não foi fácil, mas era um desafio pessoal para todos”, disse o gerente da ONG, Enrique Reade, ao Daily Mail.

Miranda Eve, como foi apelidada, na realidade era Edith Howard Cook, nascida em 28 de novembro de 1873 e falecida em 13 de outubro de 1876. Para fazer o último teste de comprovação, foram feitos exames comparativos de DNA com um parente vivo que foi localizado. Peter Cook é sobrinho-neto de Edith e ainda vive na Califórnia. Foi organizado um funeral para a garota, que teve a presença de mais de 100 pessoas que mostraram compaixão. Na lápide foi escrita a seguinte frase: “Se não houve luto, ninguém se lembrará”.

Garden of Innocence / Divulgação

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)