Cientistas criam álcool que embriaga e não provoca ressaca

Warner Bros/Reprodução

Em um futuro não tão distante será possível encher a cara numa noite sem acordar com uma ressaca daquelas no dia seguinte. Uma nova substância, chamada alcosynth, desenvolvida pelo professor David Nutt, da Universidade Imperial de Londres, na Inglaterra, pode ser a substituta do álcool. Ela permitirá que as pessoas fiquem embriagadas, mas sem qualquer vestígio de efeitos físicos da bebedeira.

De acordo com Nutt, a substância poderá estar presente em bebidas por volta de 2050. O alcosynth foi desenvolvido pelo professor ao longo da última década e pode inibir, além da ressaca, doenças causadas pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Nutt possui uma lista com 90 componentes diferentes que ele acredita que podem prover solução para os efeitos ofensivos do álcool. Dois deles estão sendo testados atualmente, para que tenham eficácia e segurança aprovadas e possam entrar no mercado.

Ao tablóide inglês The Independent, Nutt disse que espera ver o alcosynth substituindo completamente o álcool. “O alcosynth estará no uísque e no gin. Colocarão a substância no seu coquetel e você terá o prazer de beber sem danificar seu fígado e seu coração”.

Nutt ressalta que os efeitos do alcosynth precisam de atenção. Após quatro ou cinco drinques, a pessoa atingirá um limite de ebriedade, ou seja, não ficará bêbada além daquilo, não importando o quanto beba. “A pessoa pode acabar ficando com bastante debilidade pelo consumo em excesso ou até se matar bebendo um monte de vodka, por exemplo”, diz Nutt.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)