Casal de “vampiros” toma sangue um do outro como sinal de compromisso

Facebook/Reprodução

A história de amor entre Denis Alberto, de 30 anos, e Ilaria, de 20, começou há três anos, quando ele procurava no Facebook uma assistente para seu número circense. Ela respondeu e os três estão na estrada desde então, com seu show de mágica baseado no universo do horror, atualmente passando pela Alemanha; e também como um casal.

E o vampirismo não é só a expressão artística dos dois. É também o modo, digamos, singular pelo qual eles demonstram seu amor: tomando o sangue um do outro. Mas de uma forma bem menos teatral do que aquele consagrado pelos vampiros da ficção, em que as criaturas da noite sugam o sangue de suas vítimas depois de as morderem (geralmente, no pescoço) com seus caninos pontiagudos.

O casal de vampiros modernos é bastante higiênico. O procedimento adotado é quase cirúrgico: eles usam seringas e agulhas descartáveis para retirar o sangue – depois de desinfetar o local adequadamente, é claro. Daí então realizam sua cerimônia particular, bebendo o sangue em frascos de vidro.

“O sangue é um fluido corporal mítico; para nós, significa vida”, afirmou Denis ao jornal Mirror. “Tomamos o sangue um do outro para renovar nosso amor, como um sinal de nosso elo, assim como pessoas casadas usam alianças.” Ilaria, porém, toma mais o sangue de Denis do que o contrário – pois ele teme que o processo possa ser prejudicidial ao “lindo corpo” dela.

Além do ritual nada ortodoxo, Denis e Ilaria também incorporam bem seriamente o visual dos vampiros, tendo passado por um procedimento ortodôntico para deixar seus caninos iguais aos dos sanguessugas imortais.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)