Casal é julgado por morte de bebê de 7 meses em dieta sem glúten e lactose

Public Domain Pictures/Reprodução

Um bebê de 7 meses morreu por desnutrição após ser submetido a uma dieta sem glúten e sem lactose. Os pais de Lucas acreditavam que o pequeno sofria de intolerância a essas substâncias e, sem orientação de nenhum profissional e sem fazer nenhum exame, decidiram alimentá-lo com produtos alternativos, como leite de quinoa, de arroz, de aveia e outros.

O caso aconteceu em Beveren, na Bélgica, e vem gerando discussões em todo o mundo. A morte da criança foi em 2014, mas os pais estão enfrentando um processo na Justiça e podem ir para a prisão por até 18 meses, caso sejam condenados. Promotores usam o quadro da criança no momento do socorro para tentar responsabilizar o casal; a criança foi encontrada extremamente magra, pesando apenas 4 quilos, menos da metade do peso ideal, com um tamanho muito menor do considerado saudável e ofegante. A autópsia realizada revelou que o estômago do bebê estava totalmente vazio na hora de sua morte.

De acordo com o jornal britânico Independent, os promotores também estão acusando os pais de levarem Lucas a um homeopata quando a criança precisava de um serviço de emergência, já que estava morrendo de fome. O homeopata que consultou Lucas disse aos pais que o levassem ao hospital imediatamente, mas o quadro do bebê era irreversível.

Em defesa, os pais declararam nunca terem notado nada de incomum no comportamento do filho. “Às vezes ele ganhava um pouco de peso, às vezes perdia um pouco. Nunca desejamos a morte do nosso filho”, declarou a mãe chorando.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)