Brasileiros descobrem planeta do tamanho de Saturno

Agência OPAH / Divulgação

Uma equipe formada por sete cientistas brasileiros descobriu um novo planeta do tamanho de Saturno orbitando uma estrela semelhante ao Sol, a 1,2 mil anos-luz da Terra. A descoberta, realizada em parceria da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Observatório Nacional do Rio de Janeiro, foi feita com um algoritmo de análise de dados do observatório europeu Corot. Para confirmar o achado, foi necessária uma verificação chamada de “trânsito planetário”, quando a estrela orbitada é observada e nota-se a diminuição no brilho dela, indício de que o planeta passou na frente.

“A órbita do planeta é muito próxima da estrela. A distância entre eles é cinco vezes menor que a de Mercúrio ao Sol, o que o torna muito quente”, afirmou em entrevista ao portal Terra, o professor da UEPG, Marcelo Emílio. O astro orbitado pelo “novo planeta”, porém, tem raio 21% menor e massa 8% maior do que nosso astro-rei, sendo cerca de 200ºC mais quente, número quase “indiferente” se encararmos a temperatura no Sol, com núcleo de 15 milhões de graus Celsius. Os pesquisadores estimam que temperatura dele, ainda sem nome, gire em torno de 1,1 mil ºC, e na superfície dela existam ventos com velocidade de milhares de quilômetros por hora.

O planeta ainda não foi batizado, mas deve levar o nome do telescópio que o fez ser descoberto, “CoRoT ID 223977153-b”. Ele é avermelhado, feito de gás e tem densidade menor do que a da água. A descoberta também encontrou outros dois planetas de menor tamanho e que serão analisados futuramente. Todo o estudo foi publicado no jornal científico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society e comemorado pela sociedade acadêmica nacional. Agora, os representantes da astronomia afirmam a capacidade do Brasil em desbravar o espaço. “Esse trabalho mostra o grau de maturidade da ciência brasileira”, afirmou outro dos cientistas envolvidos na pesquisa, Jorge Marcio Carvano.

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)