Bomba da 2ª Guerra gera transtornos em Londres

Wikimedia Commons/Reprodução

Duas pontes de Londres foram interditadas por conta da descoberta de uma bomba da Segunda Guerra Mundial no fundo do Rio Tâmisa. O explosivo de aproximadamente 22 kg foi descoberto por um homem que trabalhava dragando objetos do do rio. Segundo o jornal britânico The Mirror, a descoberta do objeto parou o trânsito nas proximidades. A Marinha Real Britânica e a Polícia Metropolitana foram responsáveis pela operação de retirada do objeto, procedimento feito em segurança. O caso ocorreu na quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

Além das pontes de Waterloo e Westminster, o serviço de transporte marítimo da capital britânica foi interrompido e a estação de metrô de Westminster foi fechada. Os motoristas precisaram procurar outros caminhos para chegar ao centro de Londres, causando o caos no tráfego. O engenheiro civil que encontrou a bomba relata que ficou chocado ao encontrar o explosivo, contando imediatamente a firma em que trabalhava. As autoridades logo foram contatadas e conseguiram remover o objeto, apesar do transtorno causado no trânsito.

A bomba possuía  60cm de largura por 30cm de altura. Durante a Segunda Guerra Mundial, Londres sofreu diversos bombardeios aéreos, promovidos pela Luftwaffe, a força aérea alemã. Os ataques receberam o nome de “Blitz” e foram realizados entre setembro de 1940 e maio de 1941. Mais de um milhão de casas foram destruídas na região de Londres e cerca de 43 mil pessoas foram vítimas das investidas.   

Twitter/Reprodução

Gostou do conteúdo? Em nossa página tem mais:

Zoom

Zoom in Regular Zoom out

Facebook

Comentário(s)

Comentário(s)